top of page

Doenças ocupacionais: quais são e como preveni-las?

Atualizado: 30 de set. de 2022

O trabalho é o local onde as pessoas passam grande parte do seu dia e, por essa razão, pode se tornar um dos grandes vilões da saúde dos colaboradores.

Foto: criação do autor


As doenças ocupacionais são uma das grandes preocupações das empresas. Segundo dados do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, o Brasil registrou 4,5 milhões de ocorrências e 16,4 mil mortes de trabalhadores entre 2012 e 2018, incluindo acidentes e afastamentos causados por doenças.


Por causa disso, a prevenção deve ser prioridade da gestão de pessoas. Esse tipo de cuidado faz toda a diferença no bem-estar e na qualidade de vida dos colaboradores, além de contribuir para a melhoria dos processos internos do negócio.


Dessa forma, você sabe quais são as principais razões que levam às doenças ocupacionais, quais são as mais frequentes entre os trabalhadores brasileiros e como é possível agir para prevenir o problema em sua empresa? A Cherokee preparou um material para você ficar sabendo de todos os detalhes. Confira!


O que são Doenças Ocupacionais?


Doenças ocupacionais são as que estão diretamente relacionadas à atividade desempenhada pelo trabalhador ou às condições de trabalho às quais está submetido. Normalmente são decorrentes em razão da falta ou do uso inadequado de equipamentos de proteção individual (EPIs), insalubridade, condições precárias no ambiente, uso excessivo de determinada parte do corpo em posição não ergonômica e sem tempo necessário para descanso, entre outras. Os sintomas costumam ser dor, queimação, fadiga, perda de força, formigamento, diminuição na amplitude dos movimentos, entre outros.


As mais comuns são as Lesões por Esforços Repetitivos ou Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (LER/DORT), que englobam cerca de 30 doenças, entre elas a tendinite (inflamação de tendão) e a tenossinovite (inflamação da membrana que recobre os tendões). As LER/DORT são responsáveis pela alteração das estruturas osteomusculares, como tendões, articulações, músculos e nervos.


Quais são as principais doenças ocupacionais?


  • LER: Lesões por Esforços Repetitivos

As doenças ocupacionais do tipo LER são decorrentes do exercício prolongado de determinado movimento. Ela reduz gradativamente e significativamente a capacidade do indivíduo para o trabalho, e pode levar à aposentadoria por invalidez.


Devido a sua lenta progressão, muitas das vezes ela passa despercebida, só sendo notada quando em estágio avançado. Para prevenir-se, o ideal é fazer pausas para descanso durante a atividade e praticar a chamada ginástica laboral.


  • Asma ocupacional

É a doença respiratória mais comum relacionada ao trabalho. Causada pela inalação de agentes tóxicos que causam alergia, a asma se caracteriza pela obstrução das vias respiratórias do trabalhador por poeiras de substâncias como algodão, borracha, linho, madeira, dentre outros materiais.


A sua prevenção depende, em grande parte, da utilização de equipamentos de proteção individual adequados. A eficácia do tratamento, quando a patologia já está instalada, depende do afastamento do trabalhador dos agentes causadores da obstrução de suas vias áreas.


  • Dermatose ocupacional

É uma doença do trabalho que se caracteriza por alterações na pele e na mucosa do trabalhador, em razão da sua exposição a determinados agentes nocivos durante o desempenho de suas atividades laborais, como a graxa ou óleo mecânico, por exemplo. O termo também engloba outros males como dermatite de contato, ulcerações, infecções e cânceres.


A prevenção está ligada diretamente à utilização contínua de EPI e o tratamento exige do trabalhador o afastamento de suas funções habituais e do contato com os agentes nocivos.


  • Surdez temporária ou definitiva

Caracterizada pela perda da sensibilidade auditiva em razão da intensa e prolongada exposição a ruídos. Embora possa se relacionar diretamente com o exercício da atividade profissional, não é típica de uma função específica, mas pode ser desencadeada por qualquer pessoa submetida às mesmas condições, independente de sua ocupação laboral.


Assim como a maioria das doenças ocupacionais, pode ser eficazmente evitada se utilizados equipamentos de proteção individual, como os protetores auriculares. Em estágio avançado, a surdez pode se tornar irreversível.


  • Antracose pulmonar

Doença do trabalho que incide em trabalhadores das carvoarias, submetidos à inalação de agentes causadores de lesões pulmonares. Embora seja comum nesse segmento profissional, ela não é exclusiva dessa categoria de trabalhadores, podendo ocorrer em qualquer pessoa moradora de grandes centros urbanos. O tratamento exige o afastamento do trabalhador do agente patógeno.


  • DORT: Distúrbios Osteomusculares relacionados ao Trabalho

Os DORTs são oriundos da contínua postura inadequada, causando dor crônica que, se não tratada, tem a tendência de se agravar ao longo do tempo, causando a invalidez do trabalhador.


O DORT, diferentemente da LER (que pode ocorrer em qualquer atividade, mesmo não relacionada ao trabalho) só pode ocorrer no ambiente de trabalho, sendo caracterizado pelas condições inadequadas em que a função laboral é realizada.


Para combatê-lo, uma excelente dica é a prática de atividade física, promovendo o fortalecimento dos músculos e o cuidado com a postura. Desse modo, as chances de sofrer desse mal tornam-se muito menores, e os riscos podem ser eficazmente controlados.


Como prevenir as doenças ocupacionais na minha empresa?


Em cada ramo de atividade profissional pode aparecer alguma enfermidade devido ao tipo de trabalho. Para que o problema possa ser atacado de forma mais certeira, é preciso realizar ações de prevenção, como:

  • reforçar a importância dos EPIs;

  • ampla divulgação dos riscos ambientais (físicos, químicos, biológicos ou ergonômicos);

  • planejamento e padronização de fluxos e processos;

  • promoção de diálogo entre a empresa e os trabalhadores;

  • capacitação permanente dos colaboradores;

  • realização de exames periódicos;

  • promoção de hábitos saudáveis;

  • execução de estratégias benéficas para a equipe, como a ginástica laboral.

De toda forma, a conscientização é, sempre, o melhor remédio para prevenção. Portanto, os cuidados com a saúde de sua equipe começam pela instauração de processos informativos, que os deixem mais cientes de seu próprio corpo e em controle da saúde.


Contudo, é importante ressaltar que, mesmo sendo adotadas todas as preocupações devidas, algumas doenças ocupacionais não podem ser evitadas, pois são próprias do exercício prolongado.


Qual a importância da prevenção?


A importância da prevenção pode ser medida de diversas formas. A primeira, claro, diz respeito à saúde e ao bem-estar dos seus colaboradores. Uma gestão de pessoas mais humana traz benefícios a empregadores e a seus profissionais, promovendo um ambiente acolhedor, seguro e que ajuda a atrair os melhores talentos para o negócio. Além desta, há vários motivos para agir em favor da prevenção, sendo:

  • Diminuir os índices de afastamento

  • Melhorar a qualidade de vida e bem-estar

  • Reduzir custos

  • Aumentar a produtividade e lucratividade



Cuidar da saúde dos colaboradores é uma conduta que traz ganhos para ambos os sujeitos da relação trabalhista: tanto empregados quanto empregadores. Para os colaboradores, a sua integridade física e psíquica reflete no seu bem-estar e na sua capacidade para o trabalho, o que, além de beneficiá-lo, também trará ganhos para a empresa. Sentir-se bem disposto vai influenciar na produtividade do profissional.


Ideal para quem quer precaver que algo aconteça, você sabia que no seguro de vida você pode contar com a cobertura de Diária por Incapacidade Temporária (DIT)? Se você é um profissional que não pode parar de trabalhar, é importante contar com um seguro que lhe garanta rendimentos em caso de imprevistos. Este seguro garante que, caso você fique impossibilitado de exercer sua profissão por causa de um acidente ou doença prevista no contrato, receberá um valor para cada dia que não puder trabalhar.


Faça agora e aproveite nossas coberturas. A Cherokee é referência no assunto e possui um leque de produtos das seguradoras mais renomadas para melhor proteger você. Temos uma equipe de profissionais qualificados para te ajudar a escolher a melhor opção. Escolha uma corretora de verdade! Prefira a Cherokee Seguros.

Referências:


CROSS, Golden. Doenças ocupacionais: quais são e como preveni-las? Disponível em: https://blog.goldencross.com.br/doencas-ocupacionais/. Acesso em: 29 set. 2022.


GYMPASS. Conheça as principais doenças ocupacionais e suas causas. Disponível em: https://blog.gympass.com/principais-doencas-ocupacionais/. Acesso em: 29 set. 2022.



18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page