4 erros comuns na contratação do seguro residencial

Mais de 80% dos lares brasileiros não têm seguro residencial, segundo dados da FenSeg (Federação Nacional de Seguros Gerais). Entretanto, mesmo a minoria que está segurada acaba não estando totalmente protegida devido a erros comuns ao contratar.


Confira os 4 erros mais comuns envolvendo seguro residencial:


1 – Não incluir serviços de assistência

As assistências que podem ser incluídas no seguro residencial representam uma alteração pequena no valor final, mas podem representar uma grande economia durante a vigência da apólice. Você pode acionar assistências para, por exemplo: conserto de eletrodomésticos, serviços hidráulicos, serviço de chaveiro, limpeza de caixa d’água, de calha e de ar-condicionado, entre outros serviços.


2 – Não incluir cobertura para conteúdo

Ao cotar e contratar, é importante que seja incluída a cobertura para conteúdo, pois caso aconteça o pior, os prejuízos não envolvem apenas a construção em si. Móveis e eletro-eletrônicos, por exemplo, também precisarão ser repostos.


3 – Não incluir cobertura de furto/roubo

Esta costuma ser uma cobertura cara. É comum, por exemplo, que uma cobertura de roubo para algumas dezenas de milhares de Reais custe o mesmo que a cobertura de incêndio de centenas de milhares de Reais. Contudo, isso mostra justamente como a cobertura de furto e roubo é importante. Afinal, quando uma cobertura é mais cara, isso é sinal de que, estatisticamente, ela é mais acionada, justamente por ser um sinistro que ocorre com mais frequência.


4 – Contratar coberturas abaixo do ideal

Na tentativa de deixar o seguro mais barato, muitas vezes os valores de coberturas são subdimensionado. O que é importante lembrar, neste caso, é que se ocorrer um sinistro, o valor recebido não será suficiente para repor os prejuízos.



#residencia

#seguro

#saojoaodelrei

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo