top of page

Qual é a diferença entre seguro auto e proteção veicular?

O que escolher: seguro auto ou proteção veicular? O assunto gera muitas dúvidas entre os motoristas e a Cherokee preparou um material para esclarecer quais são as principais diferenças para você acertar na hora da escolha.



Por que contratar?


Não é segredo que dirigir é lidar com imprevistos. Seja no trânsito, se envolvendo em algum acidente ou sendo vítima de roubo ou furto. Às vezes, a situação nem é tão grave, como trancar o carro e esquecer a chave dentro do automóvel, mas mesmo assim pode trazer muita dor de cabeça. Para evitar maiores problemas e preocupações, você pode escolher proteger seu veículo através do seguro auto ou da proteção veicular.


O que é Proteção Veicular?


A proteção veicular é um produto comercializado por associações e que oferece algumas coberturas para o carro. Dessa forma, as pessoas que contratam esse tipo de serviço passam a compartilhar os riscos de todo o grupo. Isso significa que elas pagam um valor mensal para ter coberturas contratadas e, caso algum sinistro ocorra, o dinheiro para cobrir os prejuízos sai de um fundo mútuo. Quando não há valores suficientes neste fundo, todos do grupo devem arcar com os custos.

Imagine então que você contrate uma proteção veicular contra colisão. Seu carro bate e o custo do conserto será de R$3 mil (três mil reais). Como você está com as mensalidades em dia, a associação responsável resgatará o dinheiro do fundo comum dos segurados e esse dinheiro irá quitar o seu prejuízo. Porém, se não houver valores no fundo, os R$3 mil (três mil reais) serão repartidos entre todos os associados. Assim, com uma proteção com 30 associados, cada um irá contribuir com R$100 do seu prejuízo e dessa maneira, o reparo será feito normalmente.


O que é o Seguro Auto?


O seguro auto é um produto comercializado por seguradoras vinculadas à Superintendência de Seguros Privados (Susep). Quem contrata um seguro passa a ser cliente da empresa e a seguradora assume todos os riscos envolvidos nas coberturas contratadas. Nesse sentido, com esse tipo de proteção, quando um sinistro ocorre e está previsto na apólice, o segurado tem seu prejuízo coberto. Caso o sinistro seja parcial para o conserto do carro, a seguradora cobra apenas uma franquia. A franquia é um custo de responsabilidade do consumidor para o conserto do veículo prevista em contrato como valor fixo ou percentual.

Se a sua franquia for de R$1 mil (mil reais) e o conserto do seu carro ficar em R$3mil (três mil reais), você quitará R$1 mil (mil reais) para o reparo e, a seguradora irá pagar os R$2mil (dois mil reais) restantes a oficina.

Também é possível contar com a indenização por perda integral no seguro. A perda integral acontece quando os danos ao carro superam 75% do seu valor de mercado. Nessa situação, o usuário recebe o valor total do veículo para a compra de um novo. A indenização integral também é paga quando o automóvel é roubado ou furtado, e não recuperado pela polícia.


Como escolher uma boa seguradora?


Para escolher uma boa seguradora também é preciso tomar alguns cuidados com o intuito de escolher uma boa empresa e uma boa proposta. Há várias seguradoras que prestam um mau atendimento e, em muitos casos, trazem transtornos para seus clientes. Portanto, é fundamental analisar a reputação da empresa e, quando possível, peça indicação de amigos e conhecidos. Um corretor nesse momento é de grande ajuda e a Cherokee possui uma equipe de profissionais qualificados para melhor atendê-lo.

Depois de escolher a seguradora, é hora de encontrar uma cobertura que atenda bem suas necessidades e estilo de vida. É muito importante responder as perguntas com sinceridade, pois, se o segurado mentir nessas respostas, em caso de sinistro, a seguradora tem o direito de se isentar de algumas responsabilidades.

Tirar algumas coberturas para deixar o valor do seu seguro auto mais barato também pode ser uma má ideia, já que caso aconteça algo, o prejuízo será maior do que a cobertura que seria adquirida.

Logo, esse momento é crucial e tomar a melhor decisão pode fazer toda a diferença no futuro.


Proteção Veicular ou Seguro Auto: qual contratar?


Por contar com uma série de regras estabelecidas pela Susep, contratar o seguro auto é mais vantajoso. Por serem organizações credenciadas, caso ocorra algum problema com as seguradoras, há órgãos responsáveis para ouvir as reclamações dos clientes. Em caso de sinistro parcial ou total, o usuário terá a certeza de sua cobertura, além de ter a oportunidade de incluir coberturas adicionais e assistências no seu seguro, ainda existe os bônus que podem ser convertidos em descontos para o segurado.

A proteção veicular, por sua vez, não é uma atividade regularizada pela Susep e, por isso, seus contratos não podem ser cumpridos adequadamente. Apesar de barata, a opção costuma trazer pouco custo-benefício, como por exemplo, não existe prazo para receber a indenização e não há coberturas adicionais.


Agora que você já sabe a diferença entre proteção veicular e seguro auto, que tal garantir a segurança do seu carro com o seguro auto Cherokee? A Cherokee conta com uma infinidade de produtos para proteger você e seus bens. Um leque de seguros com uma infinidade de coberturas e assistências das melhores seguradoras do Brasil. Faça agora uma cotação e aproveite!



Referências:


SEGURO x Proteção Veicular: Qual a diferença. Produção de Mayara Sauer. São Paulo: Mobiauto, 2019. Son., color. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=ZIKMOWQLbzs. Acesso em: 11 ago. 2022.


ELAINA, Jeniffer. Diferenças entre seguro auto e proteção veicular. 2021. Disponível em: https://www.smartia.com.br/blog/2018/02/19/diferencas-entre-seguro-auto-e-protecao-veicular/#:~:text=O%20seguro%20auto%20conta%20com,sejam%20divididos%20entre%20os%20associados. Acesso em: 11 ago. 2022.


Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page